quarta-feira, 30 de julho de 2008

Serie C

Presidente remista tenta serenar ânimos



O presidente do Remo, Raimundo Ribeiro, foi na manhã desta terça-feira ao Baenão, onde conversou com os jogadores e membros da comissão técnica, após o treino da manhã. Em pauta vários assuntos, todos ligados ao futebol do clube. Mas o principal tema foi o relacionado aos salários do elenco, que já caminha mpara o terceiro mê de atraso, causando uma certa dose de insatisfação entre os atletas. O técnico Artur Oliveira, após o jogo contra o Cristal/AP, no último domingo, apelou à diretoria para que tente o quanto antes solucionar o problema. O comandante do Leão teme que a crise venha a atrapalhar o futuro de seu equipe na Série C do Brasileiro.

Os funcionários azulinos, que trabalham na sede e estádio remistas, também convivem com o mesmo drama da falta de dinheiro, em situação até pior que a do elenco, já que alguns deles estão com quatro meses de salários atrasados, sobrevivendo graças a vales pagos pela diretoria. Os funcionários já chegaram até a ensaiar uma greve, que acabou não se concretizando em função da promessa feita pelo presidente de pagar pelo menos um ou dois meses do atrasado.

O encontro entre Ribeiro e o plantel aconteceu na Toca do Leão, sem a presença da imprensa. O dirigente deixou o Baenão sem conceder entrevistas. Mas, de acordo com um dos jogadores, que pediu para não ter seu nome publicado, o cartola informou que espera pela ajuda de colaboradores do clube para tentar pagar pelo menos o complemento do mês de maio. 'Ao mesmo tempo, ele (Ribeiro) pediu o máximo de dedicação do grupo, já que o clube depende das rendas para não agravar ainda mais essa situação', contou a fonte.

O presidente, ainda segundo o jogador, estaria buscando ajuda junto a patrocinadores do clube. 'Ele informou que vem fazendo contatos para tentar conseguir o valor para o pagamento', contou a fonte. O presidente, por medida de precaução, preferiu não fixar uma data para a efetuação do pagamento. 'Ele não falou em prazo, disse apenas que está se empenhando para contornar a situação. Nós, jogadores, continuamos dando um crédito de confiança à diretoria por confirmarmos no presidente', arrematou o jogador.


Jornal O Liberal

Nenhum comentário: