quarta-feira, 27 de maio de 2009

Clubes se reúnem com FBA e Série C deve ter transmissão pela TV


Na manhã desta quarta-feira os representantes de 16 dos 20 clubes da Série C do Campeonato Brasileiro estiveram reunidos no Rio de Janeiro com Zé Neves, presidente da Futebol Brasil Associados (FBA), quando elaboraram uma série de reivindicações que seria entregue para Ricardo Teixeira, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Somente quatro clubes não enviaram representantes ao evento (ASA-AL, Caxias-RS, Mixto-MT e Sampaio Corrêa), mas, segundo Neves, os mesmo estão de acordo com o que foi proposto pelos clubes que compareceram à reunião. De acordo com o presidente da FBA, uma das novidades pode ser a transmissão por TV aberta da competição nacional.

“Os clubes aprovaram que o presidente do Gama-DF, Paulo Goyaz, fosse o representante para negociar com a Record a transmissão da Série C. Só resta aguardar a aprovação da CBF para começarem os acertos referentes aos jogos na TV aberta”, disse Zé Neves.

Caso a CBF autorize a negociação, os jogos seriam transmitidos aos sábados e as segundas-feiras, ambos à noite. Além disso, José Neves aprovou o encontrou e classificou como positivo, acreditando que a CBF deve acatar alguns pontos propostos pelos clubes para melhorar o Brasileiro da Série C.

“A reunião foi positiva e participativa por parte dos clubes, que compareceram ao encontro para o bem da competição. Acredito que isso pode render bons frutos para a Série C”, finalizou.

Confira abaixo a lista de reivindicações dos clubes:
1- Alteração dos jogos de domingo para o sábado, à tarde. A medida visa não confrontar com os jogos pelo Brasileirão.
2- Fornecimento de 30 bolas para cada clube. A medida visa a melhor adaptação dos clubes ao material utilizado na competição.
3- CBF abrir mão da bola que é utilizada devido o fornecimento de material esportivo à entidade. A medida serve para que se possa negociar com um fornecedor à parte e que possa contribuir com patrocínio.
4- Que os clubes sejam isentos das despesas com deslocamento e hospedagem dos membros da arbitragem. Dessa forma, a CBF seria responsável pelas despesas.
5- Que os clubes sejam isentos das despesas com taxas do controle de dopagem. Dessa forma, a CBF seria responsável pelas despesas.


AFI

Nenhum comentário: