domingo, 6 de março de 2011

Adriano fica em casa, e imprensa diz que Roma vai rescindir nesta semana

Adriano desembarca em Roma (Foto: Sky)Adriano voltou ao Roma com atraso em fevereiro e
ainda não jogou com novo técnico (Foto: Sky)
O destino de Adriano deverá ser decidido após a partida entre Roma e Shakhtar Donetsk, terça-feira, pela Liga dos Campeões. Segundo os jornais italianos "Corriere dello Sport" e "La Repubblica", o clube da capital está decidido a rescindir o contrato do Imperador ainda nesta semana.
Em seu site oficial, o Roma comunicou que Adriano não treinou neste domingo e ficou em casa de repouso, pois está com gripe. Nos últimos dias, o atacante trabalhou separado do grupo, fazendo fisioterapia no ombro direito.
O "La Repubblica" diz que o Roma tem um prazo de "24 a 48 horas" para anunciar a rescisão. O "Corriere" publica que o diretor Gian Paolo Montali pretende liberar Adriano para viajar ao Brasil "por tempo indeterminado" logo depois do confronto decisivo da Champions. Ainda em recuperação da cirurgia no ombro, o camisa 8 não vai enfrentar o Shakhtar. Na ida, o time ucraniano venceu por 3 a 2, na Itália, e agora joga pelo empate em casa para eliminar o Roma.
Adriano tem contrato até 2013, mas ainda não se firmou como titular do time e tem se envolvido em várias polêmicas. Ainda com Claudio Ranieri, o Imperador atuou em apenas cinco partidas (259 minutos) no Campeonato Italiano, uma da Liga dos Campeões e uma da Copa da Itália. O brasileiro ainda não foi utilizado pelo novo treinador, Vincenzo Montella.
Em fevereiro, o Imperador foi liberado para se recuperar da cirurgia no Brasil, mas foi flagrado bebendo cerveja, perdeu a carteira de motorista em uma blitz da Lei Seca e ainda atrasou o retorno à Itália, o que irritou o clube. Já em Roma, o atacante faltou um exame médico e foi multado.
Segundo o "La Repubblica", o clube poderia economizar até € 14 milhões (R$ 32 milhões) com a rescisão do contrato agora. O "Corriere" diz ainda que Montali, que assumiu recentemente um cargo na diretoria, não entende por que a presidente Rosella Sensi recusou uma proposta do Corinthians em janeiro, que renderia € 1,3 milhão (R$ 3 milhões) aos cofres do time. Mais uma vez, a imprensa diz que o destino de Adriano deve ser Flamengo ou o Timão.

Nenhum comentário: