quarta-feira, 30 de março de 2011

Cade permite negociações individuais entre clubes e Globo

  • Entidade comandada por Fábio Koff leva duro golpe na briga com a Globo após anúncio do CADE
O Clube dos 13 tinha como grande esperança que o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) pudesse interferir nas negociações individuais entre diversos clubes de futebol e a Rede Globo. O órgão, no entanto, divulgou um novo documento em que, além de apontar falta de informações por parte da emissora e do C13, ainda diz que não há problemas nas negociações bilaterais.


Apesar de tomar essa decisão, o órgão concluiu que ainda necessita de mais detalhes para dar um parecer definitivo sobre o caso. Dessa forma, o Clube dos 13 e a Globo terão dez dias para voltar ao Cade e revelar com quais clubes cada lado possui contrato, além de abrir esses documentos.
Mesmo assim, a expectativa é que o imbróglio seja resolvido apenas na Justiça, caso nenhum dos lados mude de ideia já que, pela análise do procurador-geral do Cade, o problema passará a sair da esfera regulada pelo órgão.
O imbróglio envolvendo a comercialização dos direitos de transmissão do triênio 2012-2014 do Campeonato Brasileiro teve início quando diversos clubes manifestaram uma posição contrária quanto à licitação realizada pelo Clube dos 13 para comercializar essas propriedades.





Insatisfeitos, os quatro grandes do Rio de Janeiro, além do Corinthians, romperam com a entidade e decidiram negociar individualmente com as emissoras interessadas, vislumbrando assim uma receita maior. Outras agremiações seguiram o mesmo caminho, esvaziando assim o Clube dos 13.
Sem precisar passar por licitação, a Globo começou a negociar diretamente com os clubes e fechou diretamente com Corinthians, Santos, Vasco, Cruzeiro, Grêmio, Coritiba, Goiás, Bahia, Sport e Vitória. Com exceção de São Paulo, Atlético-MG, Atlético-PR e Portuguesa, os demais devem seguir o mesmo caminho em breve.
Em contrapartida, o Clube dos 13 deu sequência a sua licitação e, mesmo sem o aval dos clubes, fechou contrato com a RedeTV!, que se comprometeu a pagar R$ 516 milhões por temporada. Para isso, o C13 evocou procurações que lhe garantem, segundo a entidade, assinar o acordo em nome de clube endividados, no caso Flamengo, Botafogo, Vasco, Grêmio, Cruzeiro, Coritiba, Sport e Vitória, além de outros que teriam dado apoio espontaneamente, como São Paulo, Atlético-MG, Atlético-PR, Internacional, Guarani e Bahia.



Thales Calipo
Em São Paulo

Nenhum comentário: