quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Mogi Mirim entra na Justiça Comum contra a CBF

Mogi Mirim, SP, 22 (AFI) - A polêmica envolvendo CBF, Fifa, Mogi Mirim, Betim e Santa Cruz parece estar longe de ter um final. Após o jogo entre Mogi e Santa ser cancelado faltando apenas 50 minutos para bola rolar e ver os mineiros recuperando os pontos, Mogi Mirim resolveu agir e nesta terça-feira entrou com uma ação na Justiça Comum contra a CBF, com a intenção de obrigá-la a cumprir a determinação da Fifa e retirar os seis pontos do Betim e, consequentemente, marcar uma nova data para o duelo contra o Santa Cruz.

A ação foi protocolada na 42ª Vara Cível do Rio de Janeiro, cidade onde a entidade máxima do futebol brasileira está situada. A expectativa do Sapo é que tenha uma definição o mais rápido possível e que o clube consiga enfrentar o Santa Cruz, por uma vaga na Série B. Os advogados que protocolaram as ações são: Iuri Engel Francescutti e Aline Araújo Sampaio Conceição. O Portal Futebol Interior entrou em contato com os dirigentes do Mogi, mas não teve êxito. Na entrevista de segunda-feira, o presidente do clube, Rivaldo, afirmou que confia muito na CBF e na Fifa e tem fé que o Betim perderá os seis pontos, cumprindo uma punição imposta pela Fifa, por conta de uma dívida com o The Strongest, da Bolívia, numa negociação envolvendo Pablo Escobar.

Mesmo com a ordem da Fifa, a CBF que havia retirado os pontos do Betim, foi obrigada a devolver, já que o clube mineiro tem uma liminar da Justiça Comum, garantindo o direito de disputar as quartas de final da Série C, contra o Santa.

Nenhum comentário: