quinta-feira, 1 de julho de 2010

Binho assina convênio que garante Rio Branco e Náuas no Brasileirão 2010

Estrelão disputa acesso à Série B e Náuas representa o Acre na Série D. Esforço do Governo elevou qualidade do futebol acreano

Governador assinou convênio de repasse de recursos para a Federação de Futebol do Acre como incentivo ao futebol profissional do Estado (Fotos: Sérgio Vale/Secom)

O governador Binho Marques assinou nesta quarta-feira, 30, convênio de R$ 550 mil com a Federação de Futebol do Acre como colaboração e premiação de incentivo à participação do Rio Branco Futebol Clube e do Náuas Esporte Clube no Campeonato Brasileiro 2010, respectivamente nas Séries C e D. O Rio Branco, atual campeão estadual, recebe R$ 320 mil e o Náuas, vice no Acreano 2010, R$ 230 mil. Os repasses são feitos à medida em que os times avançam na competição.

O ato foi realizado no gramado do Estádio José de Melo, onde Binho cumprimentou cada dos integrantes da comissão técnica do Rio Branco, a diretoria do Náuas e os atletas do Rio Branco. Estiveram presentes os secretários de Estado do Esporte, Turismo e Lazer, Cassiano Marques, e da Comunicação Social, Aníbal Diniz; o assessor político do Governo, Francisco Nepomuceno, o Carioca; os presidentes do Rio Branco FC, Natal Xavier, do Náuas, Edvan Marques, e da Federação de Futebol do Acre, Antônio Aquino, além de atletas e desportistas pioneiros, como o ex-presidente do RBFC, Lourival Marques. "Quero sair do Governo com essa marca, de ver o Rio Branco na Série B e o Náuas na Série C", disse o governador aos dirigentes e atletas. A cerimônia, muito simples, serviu também para que fossem apresentados ao governador os reforços contratados pelo Rio Branco para a temporada que começa na segunda metade de julho.


Binho Marques agradeceu o envolvimento de todos na luta para dar mais qualidade ao esporte do Acre, ressaltando o papel da imprensa esportiva, que participa ativamente dos eventos. "A Arena da Floresta é sucesso graças à imprensa", observou Binho Marques. Em seguida, convidou Lourival Marques para fixar o símbolo do Governo da Floresta - uma castanheira estilizada - na camisa dos jogadores Anselmo, meio de campo avançado, e Valdir Papel, centroavante, como lembrança do ato. Todos os jogadores receberam o ícone. Anselmo é acreano e atuou em outros times da capital. Já Valdir Papel é o mais experiente, tendo atuado em grandes equipes do futebol nacional, como o Vasco da Gama (RJ).


De seu lado, Antônio Aquino fez uma reflexão sobre o atual momento do futebol acreano, propício, segundo ele, para recuperar o que ficou diante de outros Estados que, apesar de estarem no mesmo nível do Acre, conseguiram avançar nas séries do Brasileirão. "O momento é agora", disse Aquino, convocando todos ao esforço de levar campeão e vice às séries seguintes e lembrou do trabalho que vem sendo feito há muitos anos, que tomou impulso com a chegada de Jorge Viana ao Governo do Estado e que recebeu apoio ainda maior no mandato de Binho Marques. "Essa luta vem desde 1919 quando o Acre começou a praticar futebol", declarou Antônio Aquino.


O presidente do RBFC fez referência às diferenças do futebol local, onde torcidas de diferentes times se juntam para vibrar em favor do Acre. "Aqui impera o sentimento de acreanismo", disse Natal Xavier, citando o filme "Invictus" como fonte de inspiração para o trabalho que vem sendo desenvolvido no clube. Invictus traz a inspiradora história de como Nelson Mandela, interpretado por Morgan Freeman, uniu forças com o capitão da equipe de rúgbi da África do Sul, Francois Pienaar (Matt Damon) para ajudar a unir a nação que saira há pouco do regime de segregação racial.


Binho Marques, acompanhado dos secretários de Esporte, Cassiano Marques, e de Comunicação, Aníbal Diniz, com jogadores e a comissão técnica dos times (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Náuas anuncia esforço e luta na Série D


Presidente do Náuas, Edvan Marques, reforçou empenho da equipe para o campeonato (Foto: Sérgio Vale/Secom) O presidente do Náuas, Edvan Marques, disse que o clube formou uma equipe forte para disputar a Série D, competição que em sua opinião não é fácil, mas o time cruzeirense contará com a torcida de milhares de acreanos para chegar à Série C. "Estamos trabalhando bastante e vamos lutar para conseguir bons resultados", disse Edvan, agradecendo o esforço do governador Binho Marques em apoiar o futebol do Juruá. O Náuas contratou onze reforços para a Série D, mas o grupo ainda precisa de outros jogadores, informou Edvan.

A Secretaria de Turismo uniu-se a dirigentes e desportistas e formou um comitê para acompanhamento dos dois clubes em sua trajetória no Brasileirão deste ano. "São debatidas as melhores soluções de planejamento das equipes", disse Cassiano Marques, titular da Setul, pasta responsável pelas políticas públicas para o esporte amador e de alto rendimento. No próximo domingo, 4, o Rio Branco faz o primeiro amistoso com o atual grupo. O jogo será na Arena da Floresta, às 18h30, contra o Desportivo Maldonado, campeão do Departamento peruano de Madre de Dios.

Onde tudo recomeçou

Além de um planejamento criterioso e investimentos objetivos, investimentos como a Arena da Floresta tem sido os pilares do novo tempo do futebol profissional. Construída durante a gestão de Jorge Viana, a Arena é um dos cinco estádios mais modernos do Brasil. Com o mesmo gramado utilizado no Maracanã, o estádio foi projetado pela mesma construtora do Kyocera Arena e da Arena Joinville e possui capacidade atual para 14.000 espectadores acomodados em cadeiras distribuídas nos quatro setores do estádio, camarotes e tribunas. Entre outros espaços, cada vestiário possui capacidade para acomodar 20 atletas, além da área de aquecimento de 40 metros quadrados, que poucos estádios possuem. Há ainda dois elevadores, duas tribunas de honra e oito camarotes. No início do governo Binho Marques, foram adquiridas todas as cadeiras necessárias para que as 100% das arquibancadas tivessem essa acomodação. As cadeiras foram instaladas em design moderno, com mosaicos e desenhos de figuras típicas da Amazônia nas cores vermelho e amarelo.


Estádio Arena da Floresta valorizou o futebol acreano, chamando mais torcedores para as partidas e garantindo melhores condições de jogo às equipes (Foto: Sérgio Vale/Secom)

A Arena da Floresta é o divisor de águas no futebol profissional. Seu advento elevou em 1.000% a presença de torcedores nas competições oficiais: "em 2007 a média de torcedores era de 232 pessoas por jogo. Em 2010 chegou a 2.000 pessoas/jogo", disse Cassiano Marques. O Campeonato Acreano de 2010 movimentou milhares de torcedores. Apenas na Arena da Floresta passaram 32 mil pessoas nos jogos. As partidas também foram disputadas em Senador Guiomard, Brasileia e Mâncio Lima. Desde a partida inaugural entre Rio Branco e Seleção Sub-20, em 2006, 248 mil torcedores estiveram nos jogos da Arena.


Arena do Juruá, mais um grande investimento no futebol



Governo do estado investe na construção da Arena do Juruá. Veja a maquete da obra (Foto: reprodução) No Campeonato Acreano 2010 participaram representantes de várias regionais do Estado. O Náuas é de Cruzeiro do Sul, município onde o Governo do Estado realiza uma das mais importantes obras para o esporte do Vale do Juruá: a construção do estádio Arena do Juruá, no KM 9 da estrada do aeroporto terá inclusive local para a realização de shows e eventos.

O investimento é de R$ 15,7 milhões e as obras devem estar prontas em setembro. Quando todas as fases forem concluídas, a Arena do Juruá terá capacidade para 14 mil torcedores. O padrão do projeto é o mesmo da Arena da Floresta, em Rio Branco, e está em acordo com as definições da Fifa.


NÚMEROS

1,5 milhão de reais foram investidos em 2010 no futebol profissional e nas categorias de base dos dez clubes filiados à Federação de Futebol do Acre, que mantém convênio com o Governo do Estado.


1.000 atletas profissionais e amadores estão diretamente envolvidos com o futebol no Acre


Fonte: Agencia de Noticias

Nenhum comentário: