terça-feira, 12 de abril de 2011

Santos notifica Fifa sobre aliciamento de Milan e Inter de Milão a Ganso

O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, além de ter negado qualquer pressão para renovar o contrato de Paulo Henrique Ganso, relevou ainda que enviou uma notificação à Fifa apontando Milan e Inter de Milão como responsáveis por tentar aliciar o jogador para que este vá atuar no exterior. O mandatário voltou a afirmar que não recebeu propostas dos clubes italianos, mas se mostrou incomodado com as notícias de que pessoas dos clubes estão em contato constante com o meia. Leonardo, técnico do Inter, e Thiago Silva, jogador do Milan, são os alvos.

- Não existe proposta nenhuma do exterior. Nós notificamos o Inter de Milão e o Milan para que parassem de veicular esse negócio de que o Ganso foi procurado, de que o Leonardo ligou... Nós notificamos que esse aliciamento é ilegal, pois o Santos que é dono dos direitos federativos do atleta. E nós mandamos cópia para a Fifa e para a Federação Paulista. Nunca houve nenhum telefonema, nenhuma manifestação, nenhuma sondagem para quem detém os direitos do jogador, que é o Santos. Portanto, o que existe é uma enorme tentativa de se criar um atrito com a torcida e com a direção do Santos por uma das partes interessada, que tem como objetivo apenas o lucro e está pouco se lixando para a imagem do jogador - ressaltou o presidente, em entrevista à Rádio Estadão ESPN.
Na declaração, Luis Alvaro referiu-se ao grupo DIS, que representa o jogador e tenta conseguir a redução da multa rescisória do atleta com o Santos, o que tem gerado impasse na renovação do contrato. O clube só aceita fazer o reajuste salarial. A multa de Ganso é de € 50 milhões (R$ 115 milhões).

Por GLOBOESPORTE.COM Santos, SP

Nenhum comentário: