quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Rio Branco aguarda decisão do ministro Luiz Fux


RBFC aguarda decisão do ministro Luiz Fux


No dia 08 de outubro, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, deu um prazo de 10 dias para que Rio Branco-AC, Treze, Federação Paraibana de Futebol e Superior Tribunal de Justiça Desportiva se manifestem em relação ao recurso da CBF que questiona a inclusão do time paraibano em caráter liminar na Série C do Campeonato Brasileiro. Luiz Fux é o relator e vai decidir agora se leva o caso a uma das Turmas do STF, conforme solicita a entidade máxima do futebol brasileiro.
O processo estava parado há mais de um mês, porque os ministros do STF estão julgando o Caso do Mensalão. No final de agosto, o relator havia decidido de forma monocrática pela manutenção da liminar da juíza da 1ª Vara Cível de Campina Grande, Ritaura Rodrigues. A CBF, então, recorreu da decisão e quer que o caso seja julgado por mais ministros.
 
Para chegar à decisão se leva ou não o caso para análise de uma das Turmas do Tribunal, Fux solicitou ainda informações da juíza de Campina Grande.

Na ação, a CBF alega que a liminar da Justiça paraibana que mantém o Treze na competição ofende a autonomia organizacional e de funcionamento da entidade desportiva e fere as decisões da Corte do STF.
 
De acordo com o presidente da Federação de Futebol do Acre (Ffac) a expectativa diz respeito a uma decisão do caso até o fim do mês de novembro.

No dia 08 de outubro, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, deu um prazo de 10 dias para que Rio Branco-AC, Treze, Federação Paraibana de Futebol e Superior Tribunal de Justiça Desportiva se manifestem em relação ao recurso da CBF que questiona a inclusão do time paraibano em caráter liminar na Série C do Campeonato Brasileiro. Luiz Fux é o relator e vai decidir agora se leva o caso a uma das Turmas do STF, conforme solicita a entidade máxima do futebol brasileiro.
O processo estava parado há mais de um mês, porque os ministros do STF estão julgando o Caso do Mensalão. No final de agosto, o relator havia decidido de forma monocrática pela manutenção da liminar da juíza da 1ª Vara Cível de Campina Grande, Ritaura Rodrigues. A CBF, então, recorreu da decisão e quer que o caso seja julgado por mais ministros.


Para chegar à decisão se leva ou não o caso para análise de uma das Turmas do Tribunal, Fux solicitou ainda informações da juíza de Campina Grande.

Na ação, a CBF alega que a liminar da Justiça paraibana que mantém o Treze na competição ofende a autonomia organizacional e de funcionamento da entidade desportiva e fere as decisões da Corte do STF.


De acordo com o presidente da Federação de Futebol do Acre (Ffac) a expectativa diz respeito a uma decisão do caso até o fim do mês de novembro.
Por Manoel Façanha

Um comentário:

Gilson disse...

Será que ainda tem alguém no Rio Branco correndo atrás de pelo menos colocar o estrelão na série c de 2013 ou já jogaram a toalha também?
Pelas últimas notícias que tenho lido, acho que o estrelão está abandonado. Espero que eu esteja enganado.