quinta-feira, 3 de abril de 2014

Plácido de Castro 0 x 0 Figueirense - Tigre tem dois gols anulados e fica no empate

 O Plácido de Castro continua vivo na Copa do Brasil. O Tigre não se intimidou, teve dois gols anulados e no final conseguiu segurar o empate, em 0 a 0, diante do Figueirense, que lhe dá o direito de decidir a vaga para a Segunda Fase da Copa do Brasil no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. A partida foi realizada na Arena da Floresta.

Com o resultado, o Plácido de Castro tem o direito de jogar pelo empate no duelo de volta, com exceção do 0 a 0, que levaria a partida para os pênaltis. Já o Figueirense se garante na próxima fase ao vencer por qualquer placar. O duelo de volta acontecerá na próxima quarta-feira, às 20h30, no Estádio Orlando Scarpelli.

O vencedor de Plácido de Castro e Figueirense encara quem se classificar na partida entre Bragantino e Lajeadense.

Ninguém marcou...
Com o apoio de seus torcedores e tentando surpreender o favorito Figueirense, o Plácido de Castro não demorou a chegar com perigo. Logo no primeiro minuto de jogo, Douglas soltou a bomba, e a bola passou perto do gol defendido por Neneca. Aos sete minutos, o Tigre voltou a perder nova oportunidade. Dentro da área, a bola tirou tinta da trave antes de seguir para a linha de fundo.

Aos 13 minutos, o Plácido de Castro marcou, mas o árbitro apitou posição irregular, deixando a partida ainda em 0 a 0. O Figueirense respondeu em seguida. Hiroshi e Lúcio Maranhão tentaram, mas erraram o alvo. Enquanto que, o goleiro Neneca quase entrega o ouro. O arqueiro saiu “caçando borboletas”, mas conseguiu se redimir e fez a defesa.

O Figueirense cresceu nos minutos finais e por pouco não inaugurou o marcador. Marquinhos aproveitou bobeira da equipe adversária, mas parou na defesa de Darlan. Por sua vez, o Plácido de Castro chego ao gol, com Douglas, mas foi novamente anulado pela arbitragem, que pegou posição irregular do meia.

Antes do apito final, Hiroshi levou o segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho, por reclamação, e deixou o Figueirense com um homem a menos.

Ficou para o próximo jogo
 
O Figueirense volta ao segundo tempo tentando encaixar uma jogada de perigo. Porém, com um jogador a menos, facilitou a marcação do Plácido de Castro, que também não empolgava. O clube acreano até chegava no campo adversário, mas pecava no famoso último passe.

Apesar da desvantagem em campo, foi o Figueirense, que chegou com mais ênfase. Aos 35 minutos, Lúcio Maranhão recebeu belo passe, fez o pivô e arriscou o chute. A bola passou muito perto do gol de Darlan e foi para fora.

O Plácido de Castro teve nos minutos finais a chance para sair com a vantagem no marcador. Aos 44 minutos, André chutou de longe. A bola tinha endereço certo, mas Neneca saltou para salvar o Figueirense e assegurar o empate.

 Ficha Técnica


Plácido de Castro 0 x 0 Figueirense
Fase
Primeira Fase
Rodada
Data
02/04/2014
Horário
21h30
Local
Estádio Arena da Floresta, em Rio Branco (AC)

Árbitro
Arnildo Lino dos Santos (RO)

Assistentes
Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Valdebranio da Silva (RO)
 

Cartões Amarelos
Plácido de Castro:Sandro Goiano, Íris, Rogério
Figueirense:Jefferson, Hiroshi

Cartões Vermelhos
Figueirense:Hiroshi
Plácido de Castro
Darlan; Davi Rafael, Gilson, Gato e Íris (André);
Rogério, Zé Nilton (Pé de Ferro), Joel (Renan Plácido) e Renatinho;
Douglas e Sandro Goiano.

Técnico: Carlinhos Minuaçu
Figueirense
Neneca; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Guilherme;
Luan, Jefferson (Nem), Hiroshi e Léo Lisboa (Wesley);
Ciro (Vitor Júnior) e Lúcio Maranhão
Técnico: Vinícius Eutrópio

Nenhum comentário: