quarta-feira, 28 de maio de 2014

Testinha, Josy e Brás pegam um jogo cada


Testinha, Josy e Brás 
pegam um jogo cada

Comissão Disciplinar do TJD da Ffac aplicou apenas um jogo de suspensão para os três atletas no julgamento da noite de ontem

POR MANOEL FAÇANHA

O departamento jurídico do Galo Carijó teve importante vitória na noite desta terça-feira, quando do julgamento dos jogadores Testinha e Josy pela Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportivo da Federação de Futebol do Acre (Ffac). Os dois atletas estava ameaçados de não entrarem em campo no primeiro jogos das semifinais contra o Galvez, mas tiveram suas penas aliviadas.

O meia Testinha corria risco de levar dois jogos de suspensão, mas o departamento jurídico conseguiu sensibilizar os auditores e reduzir a punição para apenas um jogo de suspensão.

O julgamento mais esperado era do meia Josy. Na súmula do jogo, o árbitro teria o acusado de agressão ao vascaíno Pisica, mas o próprio jogador foi ao tribunal e desmentiu a versão do árbitro. Com isso, os auditores não tiveram dúvida e apenaram o atleta com apenas uma partida.

Líder, invicto, 11 vitórias e três empates em 14 jogos, 36 pontos conquistados e um aproveitamento de 85,7% na primeira fase do Campeonato Acreano, o Galo Carijó vi poder conta com os dois jogadores no primeiro jogo das semifinais do Campeonato Acreano Chevrolet diante do Galvez, às 16h, do próximo domingo, no estádio Florestão.

Outros julgamentos

Outro julgamento esperado era do atacante Marcelo Brás. O jogador foi expulso por reclamação pelo árbitro Josimar Almeida no empate sem gols contra o Rio Branco FC. Depois da partida, Brás pediu desculpa ao árbitro e a súmula acabou não sendo carregada.

Por fim, o árbitro Francisco Afif julgado por falta um jogo, após confundir a data da partida, levou pena de 15 dias de suspensão e multa de R$ 100.
O departamento jurídico do Galo Carijó teve importante vitória na noite desta terça-feira, quando do julgamento dos jogadores Testinha e Josy pela Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportivo da Federação de Futebol do Acre (Ffac). Os dois atletas estava ameaçados de não entrarem em campo no primeiro jogos das semifinais contra o Galvez, mas tiveram suas penas aliviadas.
O meia Testinha corria risco de levar dois jogos de suspensão, mas o departamento jurídico conseguiu sensibilizar os auditores e reduzir a punição para apenas um jogo de suspensão.
O julgamento mais esperado era do meia Josy. Na súmula do jogo, o árbitro teria o acusado de agressão ao vascaíno Pisica, mas o próprio jogador foi ao tribunal e desmentiu a versão do árbitro. Com isso, os auditores não tiveram dúvida e apenaram o atleta com apenas uma partida.
Líder, invicto, 11 vitórias e três empates em 14 jogos, 36 pontos conquistados e um aproveitamento de 85,7% na primeira fase do Campeonato Acreano, o Galo Carijó vi poder conta com os dois jogadores no primeiro jogo das semifinais do Campeonato Acreano Chevrolet diante do Galvez, às 16h, do próximo domingo, no estádio Florestão.
Outros julgamentos
Outro julgamento esperado era do atacante Marcelo Brás. O jogador foi expulso por reclamação pelo árbitro Josimar Almeida no empate sem gols contra o Rio Branco FC. Depois da partida, Brás pediu desculpa ao árbitro e a súmula acabou não sendo carregada.
Por fim, o árbitro Francisco Afif julgado por falta um jogo, após confundir a data da partida, levou pena de 15 dias de suspensão e multa de R$ 100.


Por Manoel Façanha

Nenhum comentário: