quarta-feira, 23 de novembro de 2016

CABMMA aceita recurso de Bodão e luta contra Stewart fica sem resultado



Três dias depois do UFC São Paulo, a Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) decidiu nesta terça-feira declarar “sem resultado” a luta entre o brasileiro Francimar Bodão e o inglês Darren Stewart no peso meio-pesado

O lutador acreano reclamou ainda durante a luta de uma cabeçada do adversário, que foi declarado vencedor na ocasião por nocaute técnico a 1m34s do primeiro round. Após o recurso do brasileiro à entidade que regulamenta os torneios do UFC no Brasil, a luta foi revista e declarada “sem resultado”.

“O bom de tudo é que tem o replay, que mostrou isso. As pessoas que estavam assistindo, as que estavam no evento e as que estavam assistindo a luta em casa também viram, e (o replay) deixou bem claro que ele deu a cabeçada de propósito e levou ao fim da luta por isso”, disse Bodão, em contato por telefone com o Combate.com.

Ao reavaliar a luta - apesar de destacar que não é possível medir a intensidade dos golpes sofridos no octógono -, a CABMMA destacou que Bodão sinalizou o possível golpe ilegal ao árbitro Eduardo Herdy, e que parou sua ação devido ao ocorrido, e que a sequência final da luta começou devido ao que aconteceu. Além disso, Herdy tinha a possibilidade de usar o "replay imediato".

Ainda segundo a entidade brasileira, o árbitro teria agido de forma diferente se tivesse visto o incidente de uma melhor posição. Assim, caso tivesse identificado o golpe ilegal, “teria dado uma forte advertência ao oponente, aconselhando-o a ter mais cuidado com as tentativas de clinche”. Caso tivesse avaliado o golpe como normal, entendendo que Bodão tentava se utilizar da paralisação, o árbitro teria determinado nocaute técnico ou desistência. A CABMMA concluiu que “o incidente teve efeito no resultado da luta por ter sido parte do término”.

“O que aconteceu ali já aconteceu em várias outras lutas, mas não da forma como aconteceu comigo, porque ali foi uma cabeçada que tomei de propósito. Em outras lutas aconteceram dedo no olho, chute nos testículos, enfim, mas tomei uma cabeçada em que estava de frente para ele (Stewart) quando tomou impulso e deu uma cabeçada de propósito”. 

“Ele puxou o meu ombro e deu uma cabeçada de propósito. Quando ele deu a cabeçada, no momento o rosto ficou um pouco dormente e fiquei grogue, e no automático tentei clinchar ele e ele também agarrou e ficou colocado ali, não caí por isso. Fui tentando me recuperar, só que teve um momento que quando olhei já estava no chão sentado, e o juiz já interrompendo a luta. Mas na hora que bati na grade, achava que ia dar para recuperar, mas foi muito rápido. Fiquei muito chateado, com muita raiva, indignado, porque ele quis fazer o jogo sujo mesmo e conseguiu. Estou bem chateado, mas isso vai passar”, completou Francimar Bodão, que tem três vitórias e duas derrotas no UFC.

Fonte: Canal Combate

Nenhum comentário: