sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Direito de Transmissão do Brasileirão pela TV

Haverá um processo de pré-seleção antes da licitação entre os concorrentes pelos direitos do Campeonato Brasileiro entre 2012 e 2014. Comissão responsável pela negociação decidiu isso para que a escolha das exibidoras não seja definida exclusivamente pelo potencial técnico de cada concorrente. Assim, se abre caminho para a licitação levar em conta principalmente as ofertas financeiras, sem distinção entre capacidade de cobertura, abrangência ou qualidade do trabalho. Para isso, o C13 e a Escola Politécnica da USP desenvolveram uma fórmula matemática para determinar o potencial de cada TV numa entrega mais valiosa do campeonato, ou seja, entender o real valor de cada proposta.

No caso da TV aberta, a equação levará em conta variáveis como horário de exibição das partidas no canal vencedor, espaço oferecido para o torneio dentro da programação e valor pago para publicidade na emissora dentro da faixa proposta. O valor que as TVs oferecerão será confrontado com a somatória dos fatores anteriores, dentro de uma preocupação de perda de receita de patrocínio caso a exposição na telinha seja menor, seja por mudança de canal ou por alteração no horário das transmissões. A licitação, para a qual uma carta-convite será enviada pelo C13 até 10 de Fevereiro, terá envelopes fechados para que um veículo não saiba quanto o outro ofereceu.

Na competição em canal aberto, é considerado que a Bandeirantes não estará por si mesma, devendo preferir seguir como parceira da Globo tal qual é desde 2007. A briga pelo Brasileirão tem três canais com interesse oficialmente manifestado: Globo, Record e RedeTV!.

Crédito das informações a Guilherme Costa na Máquina do Esporte.

Nenhum comentário: