quinta-feira, 31 de março de 2011

Ex-senador dá R$ 300 mil em premiação a time de Brasília

Cassado no Senado há dez anos por ter mentido em depoimento no Congresso Nacional, Luiz Estevão prega agora a transparência no Brasiliense, clube do Distrito Federal do qual é dono.
Ele ordenou que se publicasse, na página oficial do time (www.brasiliensefc.com.br), o valor da premiação em dinheiro aos jogadores em caso de vitória e empate no Campeonato Candango e na Copa do Brasil.
A equipe encarou o Ceará, ontem, em Fortaleza, e no fim do jogo deixou escapar R$ 5.000 para cada atleta. Estevão oferecia esse valor em caso de classificação, mas o Ceará marcou aos 48min do segundo tempo e, com 2 a 1, eliminou o Brasiliense.
Pelo campeonato local, que conta com a participação de equipes goianas, Luiz Estevão já distribuiu mais de R$ 300 mil em premiação.
São R$ 1.200 por vitória e metade do valor por empate. A cada rodada na liderança, são mais R$ 1.200 de bonificação, assim como R$ 100 por vitória sem sofrer gol.
O atleta que disputou as 14 rodadas da fase de classificação levou R$ 25,4 mil de premiação, porque o time terminou em primeiro, com dez vitórias e quatro empates.Detalhe: em dinheiro vivo, assim como ocorre em todos os pagamentos no clube.
O técnico Reinaldo Gueldini recebeu o mesmo valor.
"O Brasiliense tem essa política de não ser tão criterioso no salário, mas dá esse estímulo na premiação por desempenho", afirmou Luiz Estevão, que era senador pelo PMDB de Brasília.
"É importante sermos abertos, sem segredos. E não há problemas em divulgar o bicho porque é igual para todos", declarou o dirigente.
Ele explica que a verba dos prêmios vem da bilheteria de jogos, das cotas de transmissão e do patrocinador, o BRB, banco do governo do DF.

DANIEL BRITO
DE SÃO PAULO

Nenhum comentário: