quarta-feira, 18 de maio de 2011

Corinthians pede ajuda por estádio, mas SP recusa



Imagem da fachada do projeto do estádio do Itaquerão
A reportagem assinada por Martín Fernandez e Bernardo Itri, publicada nesta quarta-feira pela Folha, mostra que além do impasse sobre financiamento, divergências políticas também travam a definição sobre o futuro estádio do Corinthians.

O argumento do governo é de que o Estado não vai investir num estádio que, quando pronto, terá uso privado, e que seu papel é investir em obras no entorno. Também sugeriu ao clube que procure o governo federal. Afinal, foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entendem integrantes do governo, quem deu o empurrão inicial para que o estádio em Itaquera fosse construído.
Porém a disputa não se resume ao conflito entre governo paulista e União. O Palácio dos Bandeirantes reclama de "fogo amigo" por parte da prefeitura.

BRASÍLIA
 
Brasília já é apontada como favorita para substituir São Paulo como a sede da abertura da Copa-2014.
A Copa das Confederações de 2013, evento-teste da Fifa para a Copa do Mundo de 2014, será aberta em Brasília.
São Paulo também era a primeira opção da Fifa para abrir essa competição, mas ficou de fora do programa do campeonato por causa do atraso para erguer seu estádio.

Nenhum comentário: