terça-feira, 10 de maio de 2011

Giro pelos adversários do estrelão na Serie C


 Luverdense
A diretoria do Luverdense já confirmou a comissão técnica que vai trabalhar para garantir o acesso para a serie B do campeonato brasileiro deste ano. O treinador Lisca está de volta a Lucas do Rio Verde para comandar o grupo e traz com ele o prof. James, experiente auxiliar técnico com passagem pelas categorias de base do Inter-RS e Gremio-RS.
O Luverdense contratou também o treinador de Goleiros Marcelo Carpes que em 2010 esteve no Internacional de POA e transferiu-se no mesmo ano para o Brasiliense-DF. Nesta temporada o treinador de goleiros esteve no Canoas-RS disputando o campeonato Gaúcho.
Outro nome conhecido que está de volta é o do preparador físico Felipe Celia que esteve em Lucas do  Rio Verde em 2010. Permanecem no Luverdense do inicio de temporada o diretor de futebol Prof. Ângelo e o fisioterapeuta Saulo Reis. Fazem parte da comissão técnica também o assessor Nico e o mordomo Odilon. O treinador Lisca garante que volta mais otimista para comandar o Luverdense.
O treinador do Luverdense está neste momento em Marabá juntamente com o presidente do clube, Helmute Lawisch, onde vai conhecer antecipadamente o local onde o Luverdense faz a estreia no campeonato brasileiro da serie C. Além disso Lisca, vai ver um jogo do Águia de Marabá contra o Paysandu pelo campeonato paraense e aproveitar para conhecer um pouco sobre o primeiro adversário da competição nacional.
Araguaína
Após um começo de ano complicado para o Araguaína Futebol e Regatas,  a diretoria do clube através de algumas reuniões busca um consenso para definir o nome do novo técnico que comandará a equipe durante o campeonato brasileiro da série c e o tocantinense no segundo semestre deste ano, a partir de então será montado o novo elenco.
A diretoria do Tourão do  Norte se reúne nesta semana para definir algumas questões de elevada importância para o clube, como a definição do novo técnico. Léo Goiano e  Carmino Colombini são os principais nomes analisados pela diretoria Taurina, mas outros nomes não estão sendo descartados. Além da definição do comandante que irá liderar a equipe no brasileirão série c e que conduzirá o Tourão para a elite do futebol tocantinense, a diretoria aguarda até a próxima sexta-feira fechar uma parceria com um forte patrocinador que viabilizará a contratação de nomes de peso para comporem o elenco do time.

Águia de Marabá

Enfim, João Galvão  conseguiu abrir um sorriso de felicidade no segundo turno do Campeonato Paraense 2011. Sua equipe, Águia de Marabá, conseguiu a primeira vitória no segundo turno apenas na sexta rodada, realizada no último fim de semana.
O triunfo veio, justamente, quando Azulão estava desesperado por um resultado positivo. Com campanha ruim no certame, a equipe briga para não cair rumo à segunda divisão do estadual. E por ironia, vai  enfrentar o rival pela rebaixamento Castanhal na última e decisiva rodada do segundo turno.
Lá em Marabá, a vitória de 3 a 1 contra o Paysandu pode até estar sendo usada como um cartão de visita de como a equipe está se preparando para a disputa do Campeonato Brasileiro, mas Galvão ressalta que o resultado positivo serviu para dar ânimo. “A Série C é nosso foco de conquista. Mas essa vitória nos deu um fio de esperança. Tivemos boas apresentações, mas sem dúvida, pela vitória, essa contra o Paysandu foi a nossa melhor partida. Serviu para lavar nossa alma”, contou o treinador marabaense.
4 Pontos: É a campanha, até aqui, do Águia na Taça Estado do Pará. O time de Marabá é o vice-lanterna. E com um ponto a mais e na sexta posição, está o Castanhal. (Diário do Pará)
Paysandu

Depois das agressões verbais, que por pouco não se transformaram em físicas, feitas pelo técnico do Paysandu, Sérgio Cosme, ao repórter Dinho Menezes, o diretor de esportes da Rádio Clube, Guilherme Guerreiro, lamentou o ocorrido do último sábado (7), em Marabá. Segundo Guerreiro, a Rádio Clube, por meio do seu diretor executivo, Camilo Centeno, dará todo o apoio necessário ao repórter.
O assunto repercutiu durante todo o dia de ontem (9) em outras emissoras de rádios e também em redes sociais. No twitter, por exemplo, Dinho Menezes recebeu mensagens de carinho e solidariedade de colegas de profissão, torcedores do Paysandu e outras pessoas ligadas ao esporte. Ainda chateado com o ataque do técnico bicolor, Dinho Menezes lembrou a situação constrangedora. “Trabalho como setorista do clube há mais de nove anos. Eu nunca havia passado por isso antes”, contou.
A Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará (Aclep), por intermédio do seu presidente, Geo Araújo, publicou uma nota de repúdio no site da entidade.

Nenhum comentário: