quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Águia tem a missão de voltar a ganhar fora

O Águia de Marabá já sofreu três derrotas para o Rio Branco jogando na Arena da Floresta, mas é na boa lembrança de uma vitória heroica em que conseguiu a virada por 3 a 2, em 2008, que o Azulão se apega as vésperas do embarque para o Acre. Apesar de ser o líder do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, o time marabaense ainda não venceu fora de casa e encara o Estrelão no domingo, às 19 horas, tentando garimpar preciosos pontos para ficar ainda mais perto da classificação para a segunda fase da Terceirona.
Galvão lembra que o cartão de visita do time aguiano na Arena da Floresta foi uma goleada sofrida por 4 a 0, no dia 21 de agosto de 2008. Após levar o chocolate na disputa da terceira fase da Série C, o Azulão voltou à capital acreana no dia 16 de outubro do mesmo ano já na etapa final da competição nacional para escrever uma das páginas mais marcantes da sua história. Os aguianos terminaram o primeiro tempo do jogo perdendo por 2 a 0 e mesmo com um jogador a menos em campo conseguiram a virada para 3 a 2 na etapa final, quebrando um tabu de quase três anos que o Rio Branco não perdia em casa. Depois do triunfo alcançado há três anos o Águia não sentiu mais o sabor de uma vitória sobre o Rio Branco na casa do rival. No dia 2 de agosto de 2009, o clube marabaense perdeu para o Estrelão por 2 a 1 e pelo mesmo placar voltou a cair na Arena da Floresta em 5 de setembro de 2010.
O Azulão ganhou fama de visitante indesejável nos últimos anos, mas nesta temporada ainda não conseguiu vencer longe dos seus domínios. Em Araguaína ficou apenas no empate em 1 a 1, e em Belém sucumbiu diante do Paysandu, que garantiu o placar em 2 a 1.
Para Galvão, está faltando apenas detalhes para o Águia se acertar nos duelos longe de casa. “Contra o Araguaína tivemos a chance de vencer com o pênalti a nosso favor e diante do Papão tivemos o empate nas mãos até os 48 minutos do segundo tempo. Temos de quebrar o enigma de falta de sorte nos jogos fora e sabemos que trabalhando muito a sorte vem pra gente”, destaca o treinador.
O Rio Branco já sucumbiu na Arena da Floresta jogando nesta Série C, quando perdeu para o Luverdense por 3 a 2. No segundo duelo, o Estrelão garantiu a vitória por 2 a 1 diante do Araguaína. O comandante aguiano ressalta que o Rio Branco é uma das equipes que sabem usar muito bem o seu mando de campo. Ainda segundo ele, o rival se torna ainda mais perigoso por manter vários jogadores no elenco desde 2008, como o lateral Ley. “O Rio Branco voltou para a briga, mas estamos preparados para fazer um grande jogo. Vamos atrás da vitória, mas um empate não seria um resultado ruim”, avalia Galvão.
PROGRAMAÇÃO
Segundo o técnico João Galvão, os trabalhos seguem até a manhã da sexta-feira, quando será realizado o coletivo apronto. No mesmo dia, às 15h45, a delegação embarca rumo a Rio Branco, devendo chegar na madrugada de sábado à capital acreana.

(Diário do Pará)

Nenhum comentário: