sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Rio Branco aposta em tabu e apoio do torcedor

















Vencer o Paysandu neste domingo é tudo que o técnico Everton Goiano (foto) planeja para o Rio Branco FC na sequência do Campeonato Brasileiro da Série C. Um dos trunfos será o apoio do torcedor que deverá esgotar a carga de 10 mil ingressos colocados à venda. Sem perder para o Paysandu há mais de duas décadas em jogos disputados no território acreano, o Rio Branco leva uma pequena vantagem nos confrontos computados a partir de 2008.

Conforme levantamento da editoria de esporte de O Rio Branco, os dois clubes fazem, neste domingo, o oitavo confronto das duas equipes (todos pelo Campeonato Brasileiro da Série C).

Na soma dos números, o Rio Branco tem uma pequena vantagem em relação ao time bicolor. Foram quatro vitórias estreladas contra três bicolores. Os dois clubes empataram apenas uma vez. O bicampeão acreano ainda soma um gol a mais que o time paraense: 15 contra 14.

No último encontro das duas agremiações, ocorrido dia 11 de julho deste ano, no estádio Arena da Floresta, o Rio Branco venceu por 2 a 1. Os gols da partida foram marcados por Juliano César e Testinha (Estrelão) e Rafael Oliveira (Papão).

A história do confronto é cercada de emoções e aponta que tanto Rio Branco quanto Paysandu já obtiveram vitórias expressivas no clássico do nortista. O Estrelão, por exemplo, na temporada de 2008, aplicou 4 a 0 no bicolor paraense em jogo disputado no estádio Arena da Floresta. O herói da vitória elástica estrelada foi o maestro Testinha. Por outro lado, na temporada de 2010, o Rio Branco, do então técnico Tarcisio Pugliese, chegou em Belém (PA) querendo surpreender o time celeste, mas acabou levando um chocolate por 6 a 2. O atacante Bruno Rangel foi o destaque da vitória bicolor naquela tarde de sábado, em Belém, com três gols.

A última vitória do Paysandu diante do Estrelão, jogando em terras acreanas, ocorreu em abril de 1991, quando as duas equipes disputavam o Campeonato Brasileiro da 2ª Divisão. O resultado foi apertado, 1 a 0, gol de Mazinho. Passado pouco mais de 20 anos do triunfo paraense, o discurso da equipe bicolor para o jogo deste domingo continua sendo o de quebra de tabu.

CONFRONTOS
11/09/2008
Paysandu 2x1 Rio Branco
28/09/2008
Rio Branco 2x1 Paysandu
14/06/2009
Paysandu 3x1 Rio Branco
12/07/2009
Rio Branco 4x0 Paysandu
17/07/2010
Paysandu 6x2 Rio Branco
19/09/2010
Rio Branco 3x1 Paysandu
25/07/2011
Paysandu 1 x 1 Rio Branco
11/09/2011
Rio Branco 2 x 1 Paysandu
Fonte: Manoel Façanha

Um comentário:

ezequias disse...

bom dia amigo deise estou triste pela derrota do rbr, mais com certeza aquele gol validado pelo juiz mexeu com o pisicolico do rbr pois realmente a bola não entrou, não tenho duvida de que esse trio veio pra ca mau intencionado, não quero aqui justificar a derrota porque tambem tenho conciencia de que o rbr jogou mau mais como falei se não fosse aquele gol dado pelo juiz o jogo teria sido outro, amigo queria lhe pedir um favor coloque mais a nossa revelação para comentar que é o meu amigo marcelo.ele é um bom comentarista sim pois viveu la nas 4 linhas tambem. um forte abraço, ezequias que mandou o recado.