quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Rio Branco desiste de ação para ficar na Série C-2011

O presidente do Rio Branco-AC, Natalino Xavier, anunciou nesta terça-feira que o clube desistiu do processo na Justiça comum para poder permanecer na Série C do Brasileiro-2011. O posicionamento foi dado após uma reunião com o departamento jurídico do Estrelão e que contou até com a presença do governador do Acre, Tião Viana.

O que motivou o recuo do cube acreano, que na segunda-feira passada disse que seguiria em frente na empreitada, foi a publicação da decisão no Diário Oficial da Justiça do Rio da suspensão do Grupo E da Terceirona até o fim do impasse.

"Estamos em acordo e vamos retirar amanhã (nesta quarta-feira) o processo na Justiça do Acre e do Rio. Concordamos em deixar a competição, mas vamos lutar mais adiante para não sermos rebaixados" disse o presidente Natalino Xavier, anunciado lutas judiciais no futuro.
A falta de dinheiro e o pedido dos presidentes dos clubes da chave em que estava o Rio Branco também pesaram.
"Não temos dinheiro para manter o elenco com a competição parada. Em novembro o contrato do pessoal acaba. Além disso, não queremos atrapalhar a competição. Os presidentes do Paysandu e do América-RN conversaram conosco e vamos deixar a Série C seguir" pontuou Xavier.

Com a desistência do Rio Branco, a tendência é que o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que mandou parar parte da competição, determine a retomada imediata da Série C. Luverdense vai assumir o lugar do Rio Branco, mas os resultados dos confrontos entre os outros três times da chave – CRB, Paysandu e América-RN – será mantido.

O Estrelão estava lutando pela permanência na Série C, de onde foi excluído pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), por acionar a Justiça comum na tentativa de voltar a jogar na Arena da Floresta, o que não é permitido. Se insistisse, a CBF poderia levar o caso à Fifa e o clube estaria sujeito a ficar até dois anos suspenso.

Nenhum comentário: