terça-feira, 8 de novembro de 2011

11 clubes pedem desfiliação da Federação do Piauí

A disputa política pelo comando do futebol profissional do Piauí teve mais um capítulo, dessa vez um racha. A Federação de Futebol do Piauí (FFP) teria uma eleição na última sexta-feira para definir sua nova diretoria, entretanto ao invés de inscreverem-se para tentar assumir o comando, 11 clubes pediram desfiliação da FFP e criaram uma nova entidade, a Federação Piauiense de Futebol (FPF).

Os 11 clubes são o River, 04 de Julho, Parnahyba, Princesa do Sul, Fluminense Esporte Clube, Krac, Caiçara, Oeiras, 7 cidades, Tiradentes e o Picos. A entidade registrou seu estatuto ainda na sexta-feira e será presidida por Franklin Kalume Brígido, empresário que é dono e presidente do Krac, e já foi presidente do River. Franklin encabeçava uma das chapas que disputariam a eleição da FFP, mas desistiu.

Agora, permanecem na FFP, apenas o Flamengo, Cori-Sabbá, Barras, Comercial e Piauí. Mesmo com o racha, houve votação entre estes cinco clubes e Cesarino Oliveira foi eleito o novo presidente da entidade. Agora as duas Federações deverão disputar o reconhecimento junto à CBF, que repassa apenas R$ 30 mil por mês para a FFP.

A expectativa é que a CBF dê respaldo à nova federação fundada. A desfiliação da FFP deve acontecer nos próximos dias. A maioria dos presidentes de federações deve votar pelo descredenciamento da FFP e da sua atuação como representante do futebol profissional do Piauí.

Caso isso realmente ocorra, surge um espaço para que uma nova entidade do Piauí assuma seu lugar. No caso, quem entraria, seria a formada pelos 11 clubes dissidentes, a FPF. Se não ocorrer, algumas mudanças deverão ser percebidas.

No Campeonato Piauiense de 2011, o 04 de Julho, de Piripiri, foi o campeão em cima do Comercial, vice-campeão. Os dois times garantiram vaga na Copa do Brasil de 2012, mas a desfiliação do 04 de Julho faz que, a princípio, o clube perca sua vaga. Com isso, o Barras seria o beneficiado.
Fonte: AFI

Nenhum comentário: