terça-feira, 15 de maio de 2012

Série C: CBF dará auxílio em transporte e hospedagem aos clubes





Uma reunião realizada nesta quarta-feira, entre dirigentes dos clubes participantes da Série C do Campeonato Brasileiro e representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foram definidos os auxílios que as equipes terão durante a competição. Os clubes receberão auxílio em hospedagem e transporte, além dos custos de arbitragem e antidoping, antes custeados pelos próprios clubes. Esta é a primeira vez que a CBF ajudará as equipes da Série C. Estima-se que, em média, os clubes economizem cerca de R$35 mil por jogo.
O encontro aconteceu na sede da entidade máxima do futebol nacional, no Rio de Janeiro, e contou com a presença de 18, dos 20 participantes da competição. Só não estiveram presentes representantes de Brasiliense e Fortaleza. Pela CBF, estiveram presente os presidente José Maria Marin (foto), além do diretor de Desenvolvimento e Projetos da CBF, Reinaldo Bastos.

Ficou definido que a CBF irá bancar as despesas de viagem e hospedagem dos clubes, com transporte e refeição incluso. Para viagens superiores a 700 km, a CBF irá disponibilizar 25 passagens aéreas para as equipes. Já para distâncias menores, a confederação irá auxiliar os times com passagens de ônibus. A cota com um valor de R$ 250 mil mensais pela transmissão dos jogos da terceirona nacional, reivindicada pelos clubes, não foi aceito pela CBF.
Segundo o diretor de futebol do Oeste, Mauro Guerra, não houve novidades nas definições. "Ficamos satisfeitos com o resultado da reunião, mas não conseguimos verba para as cotas de transmissões, o que seria muito bom", lamentou o cartola.
O diretor de futebol da Chapecoense, Mauro Stumpf, ressaltou os investimentos os clubes poderão fazer sem os gastos das viagens. "Ficamos muito satisfeitos com os resultados. É uma inovação esse auxílio, muito importante para todos os clubes, pois com o dinheiro economizado nas viagens as equipes poderão fazer investimentos e contratações para se reforçar na competição", afirmou.
 
Agência Futebol Interior

Nenhum comentário: