quinta-feira, 14 de junho de 2012

Reunião na CBF não resolve impasse sobre a Série C


Após aproximadamente duas horas de reunião, a CBF e os clubes que entraram na Justiça comum para conseguirem uma vaga na Série C-2012 não entraram em acordo. O presidente da entidade, José Maria Marin, tentou nesta quinta-feira convencer os dirigentes de Brasil de Pelotas, Treze, Araguaína e Rio Branco-AC que retirassem as respectivas ações para que a Terceira e Quarta Divisões começassem logo, mas não teve sucesso.
- O presidente Marin só tentou nos convencer de retirar as ações, pois um prejuízo está sendo causado, mas não deu nenhuma solução prática à situação. Não passou muito disso. A tendência é que o Brasil-RS mantenha a ação e infelizmente vai demorar um pouco mais para começar a competição - afirmou o diretor jurídico do Brasil-RS, André Araújo, nitidamente desapontado com a reunião.
Ao menos ficou acordado no encontro que os clubes voltarão a se reunir, desta vez no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio, na próxima segunda-feira. Na ocasião, eles vão se pronunciar oficialmente para dizer se vão retirar as ações ou apresentar uma solução para o imbróglio.
- A CBF não vai fazer barganha com ninguém. Ela fez um pedido para que os clubes retirassem a ação. Segunda-feira isso vai ser resolvido. O presidente Marin falou que não vai abrir as portas da CBF para mais ninguém discutir o assunto enquanto os clubes não retirarem a ação - afirmou Osvaldo Sestário, representante do Santo André.
As Séries C e D deveriam ter começado nos dias 26 e 27 de maio, mas o STJD determinou que o início não acontecesse enquanto a confusão não for solucionada.

Igor Siqueira - Lance Net

Nenhum comentário: