terça-feira, 26 de março de 2013

Águia e o drama de um clube de Série C

O segundo maior time do estado, de acordo com o ranking da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), é uma equipe com calendário garantido na Série C do Campeonato Brasileiro. Com todo esse retrospecto, era de se esperar que o Águia de Marabá sempre estivesse na ponta da tabela.

Mas a realidade do Azulão está bem longe do que deveria. Atualmente está na lanterna da classificação geral do Campeonato Paraense, sem qualquer chance de ir para o quadrangular final do segundo turno. Em todo estadual, a equipe só somou 11 pontos, resultado: o time precisa vencer na última rodada e ainda torcer por combinação de resultados. Além de vencer, o Clube do Remo, no Baenão, o Águia precisa que Cametá e Tuna percam. Em caso de um simples empate do Cametá, o Águia está automaticamente rebaixado.

Para o técnico João Galvão, a tranquilidade é a melhor saída. “Temos que estar de cabeça fria, claro que a situação causa nervosismo, mas não podemos ficar ansiosos e deixar isso atrapalhar. Tenho confiança que podemos sair dessa situação com fé em Deus e trabalho honesto”, falou Galvão.

E se o elenco atual mal consegue se sustentar o time no Parazão, o futuro do time no Campeonato Brasileiro da Série C não parece dos melhores.

A equipe já balançou em 2012, quando quase foi para a Série D e agora tem que lidar novamente com o fantasma da queda. “Agora o nosso foco não está no Brasileiro. Sabemos que vamos precisar de reforços e melhorar a equipe, mas agora é se preocupar com o jogo contra o Remo e na Copa do Brasil”, disse Galvão.
Fonte: Diário do Pará

Nenhum comentário: