terça-feira, 15 de abril de 2014

Candidato único, Del Nero será presidente da CBF

 
São Paulo, SP, 14 (AFI) - A dois dias da eleição presidencial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), já se sabe que o substituto de José Maria Marin será seu aliado político Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF). Nesta segunda-feira, a CBF informou que só a chapa governista se inscreveu. Candidato único, Del Nero comandará o futebol brasileiro entre abril de 2015 e o mesmo período do ano de 2019.

O atual presidente da CBF, José Maria Marin, foi inscrito como um dos vice-presidentes da chapa, pela região Sudeste. Os outros vices são, Fernando Sarney, filho do ex-presidente da República José Sarney (Norte), Marcus Vicente, da Federação do Espírito Santo (Centro-Oeste), Gustavo Feijó, da Federação Alagoana (Nordeste) e Delfim Peixoto, da Federação Catarinense (Sul).
Como será o vice-presidente mais velho, Marin vai assumir o cargo em caso de afastamento de Del Nero. É o que determina o estatuto da CBF. Foi exatamente por isso que Marin herdou a presidência da entidade quando Ricardo Teixeira renunciou, em março de 2010.
As chapas podiam se inscrever até a noite de sexta-feira, mas para participar do processo eleitoral é preciso reunir o apoio de ao menos oito federações estaduais e seis clubes. A oposição, liderada por Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, e Francisco Novelletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol, chegou a articular uma candidatura, mas não teve êxito em tirar seus planos do papel.
Visando o processo eleitoral, Marin criou a Copa Verde, reunindo times do Centro-Oeste e do Norte do País e deu ao vencedor uma vaga na Copa Sul-Americana. Também o campeão da Copa do Nordeste poderá participar da competição continental, fazendo com o que presidente da CBF evitasse que as federações dessas regiões se aliassem à oposição.
O estatuto da CBF determina que os 20 clubes da primeira divisão do futebol brasileiro e as 27 federações estaduais votem na eleição presidencial. O início do mandato do futuro presidente começará em abril de 2015, com quatro anos de duração. Os votantes também vão escolher os membros efetivos e suplentes do Conselho Fiscal.
FEDERAÇÃO PAULISTA
Marco Polo Del Nero está há mais de dez anos no comando da Federação Paulista de Futebol, desde agosto de 2003, quando assumiu após a renúncia de Eduardo José Farah, que presidiu por 15 anos. O dirigente, que tomou posse dizendo que não pretendia ficar no cargo por muito tempo, foi reeleito em janeiro passado, até dezembro de 2018, por aclamação - também não havia chapa concorrente.
Quando deixar a FPF, vai ser substituído pelo vice Reinaldo Carneiro Bastos, que ocupa esse cargo desde 1996, sendo remanescente do grupo de Eduardo José Farah.
 
 
Agência Estado

Nenhum comentário: