quinta-feira, 9 de julho de 2015

Fenapaf pede e CBF proíbe inscrições do VEC



 
A FENAPAF (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) definitivamente entrou em briga com a diretoria do VEC para que a mesma quite os débitos com 12 jogadores que atuaram pelo clube no primeiro semestre de 2015.

Devido aos maus tratos e ameaças de morte, o presidente da FENAPAF, Rinaldo Martorelli, tratou de tirar os jogadores da cidade de Vilhena, conseguindo encaminhá-los de volta a São Paulo (SP). A segurança dos atletas foi a primeira medida tomada pela entidade, que posteriormente enviou à CBF um ofício pedindo para que a entidade máxima do futebol brasileiro proibisse novas inscrições do clube enquanto as dívidas não forem sanadas.

"Enviei à presidência da CBF um ofício solicitando que medidas duras fossem tomadas em relação a este clube. Prontamente fomos atendidos e recebemos da CBF um outro ofício confirmando a proibição de novas inscrições por parte do clube. É uma grande vitória para os atletas e para o futebol brasileiro. Enquanto não for resolvida a situação, o Vilhena não escreve mais nenhum jogador na CBF", comemorou Martorelli.

Os relatos dos atletas são impressionantes. Falta de alimentação, condições básicas de higiene foram alguns dos pontos citados pelos atletas. "Teve jogador repartindo sabonete. O clube recebe cotas de TV, tem sete patrocinadores e ainda tivemos nossos contratos retidos. Se não fosse a Federação Nacional de Atletas não teríamos sequer como garantir nossa segurança", completou Rai.

Até esta quinta-feira, nenhum jogador foi inscrito pelo VEC para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro.

O VEC estreia no próximo domingo na Série D do Brasileiro diante do Remo-PA, no estádio Portal da Amazônia, em Vilhena. 

Fonte: Futebol do Norte

Nenhum comentário: