segunda-feira, 14 de março de 2016

Lateral Guarate não cumpriu 2º jogo de suspensão no Genus




O Genus terá que se defender muito bem por não ter conferido o processo julgado pela 2ª Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O jogador Guarate foi suspenso no dia 23 de setembro, após o término da participação do Aurigrená na Série D do Campeonato Brasileiro de 2014.

No dia 30 de agosto de 2014, o Genus foi derrotado pelo Princesa do Solimões por 3 a 2, no estádio da Colina, pela sétima rodada da Série D do Brasileiro. Aos 35 minutos da etapa final, o lateral Guarate foi expulso da partida pelo árbitro Gustavo Ramos Melo (PA). Em súmula, o árbitro paraense relatou: “O atleta foi expulso por dar uma cotovelada, na disputa de bola, na altura da boca do jogador nº 07, sr. cleyton da silva reis, onde veio ocorrer um sangramento no atleta atingido, ressalto, que não houve atendimento médico dentro do campo de jogo”.

O jogador foi julgado a revelia e foi suspenso por duas partidas. O lateral Guarate foi incurso no Art. 254-A, § 1º Inciso I do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), cumpriu a suspensão automática na vitória sobre o Rio Branco no dia 6 de setembro de 2014 por 1 a 0, no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho. Porém restou uma partida, a qual foi denunciada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), após o duelo da última quarta-feira contra o Rio Branco, pelo jogo de ida da Copa Verde 2016. No duelo, o Aurigrená venceu por 2 a 1, em porto Velho.

Fonte: Futebol do norte

Nenhum comentário: