terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Aderbal Lana deixa o Nacional e confirma sua volta ao Rio Negro


Uma notícia pegou todos de surpresa na manhã desta terça feira (07). Aderbal Lana pediu demissão do Nacional após um único jogo na temporada. O treinador havia fechado contrato com o Leão da Vila Municipal visando o Barezão e a Copa Verde. Este último Campeonato citado foi o único jogo em que o comandante dirigiu a equipe nacionalina nesta temporada, conseguindo um empate fora de casa por 1 a 1. Agora, Lana resolveu aceitar um novo desafio e acertou vinculo com o Atlético Rio Negro Clube até o fim do Estadual.

No mundo da bola brasileiro é comum a “dança das cadeiras” entre os treinadores. No Amazonas não é diferente. Mas, nesta oportunidade foi um técnico que pediu para sair e não ao contrário. Lana comentou oportunidades em que ele não queria deixar o comando, mas foi demitido. Desta vez, segundo ele conseguiu realizar sua vontade. “A razão da minha saída foi querer trabalhar no Rio Negro, dar sequência no trabalho que tive oportunidade de fazer ano passado e a decisão foi de coração mesmo. 
Dá mesma forma que o Nacional às vezes já me dispensou, eu hoje também tive a condição de pedir para sair” afirmou o treinador.

O bom relacionamento com atual presidente do clube Thales Verçosa foi um dos motivos para que o comandante com vasta bagagem no futebol nortista acertasse seu retorno. “Pesou o sentimento, o coração pediu e eu fui. Além disso, tenho um ótimo relacionamento com o Thales, ele sempre me tratou muito bem. Tive uma conversa com ele e quis retomar o projeto. O Rio Negro é um time de tradição e que está esquecido há muito tempo. Pretendo ajudar o clube a retornar as glórias do passado” comentou.

O Campeonato Amazonense será o principal desafio para o Galo da Praça da Saudade na atual temporada. Com a mudança no comando, Lana será um dos responsáveis em tentar melhorar a grande campanha dirigida por ele no ano passado onde o clube terminou na quarta posição. “Não importa se só iremos disputar o Barezão, vim para o Rio Negro com o desafio de ajudar eles a retornar os trilhos das conquistas.

Ano passado fui muito feliz no projeto deles que abracei e irei dar continuidade. A parte financeira não me importa, não tenho vantagem nenhuma na troca, vim pelo fato da minha felicidade. Quero fazer parte de uma belíssima campanha no Estadual e quem sabe não beliscaremos algo a mais” ressaltou.

Fonte: A gazeta da tarde

Nenhum comentário: