terça-feira, 26 de outubro de 2010

Me Mata de Vergonha: alemães atuaram dopados no título mundial


Seleção, que bateu a Hungria de Puskas, teria recebido injeções de pervitina, uma metanfetamina dopante, achando que era vitamina C

                                                  Seleção alemã campeã em 1954

Por Agências de notícias Berlim
Um estudo universitário divulgado nesta segunda-feira disse que vários jogadores da equipe da República Federal da Alemanha (RFA), campeã mundial em 1954 na Suíça, se doparam com injeções de pervitina, uma metanfetamina dopante. De acordo com a pesquisa, os alemães acreditavam que as injeções que recebiam eram de vitamina C.
Apelidados de "os heróis de Berna", após a surpreendente vitória sobre a Hungria de Ferenc Puskas na final por 3 a 2, os alemães na verdade receberam injeções de metanfetamina, substância que na época fora fornecida aos soldados do país para combater na Segunda Guerra Mundial. Hoje em dia, integra a lista de substâncias dopantes proibidas.
O estudo, entitulado "Doping na Alemanha", foi financiado pelo Comitê Olímpico Alemão. Seus primeiros resultados indicam que o doping foi utilizado sistematicamente na RFA desde 1949. Essa não foi a primeira e nem foi a ultima antes do critério de Dopagem nas copas.

Nenhum comentário: