quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Família real do Qatar faz proposta bilionária pelo Manchester United

Donos do petróleo no país do Oriente Médio querem mostra que amam o futebol
Getty ImagesGetty Images
O Manchester United pode mudar de dono em breve e ter investimentos
A família real do Qatar se prepara para realizar uma oferta de 1,8 bilhão de euros, cerca de R$ 4,1 milhões, para comprar o Manchester United, um dos clubes mais tradicionais do futebol inglês.

De acordo com o jornal britânico The Daily Mail, uma fonte próxima da família Al Thani confirmou que a oferta inicial foi de aproximadamente 1,2 bilhões de euros, rejeitada prontamente.

Os atuais donos do Manchester United são os membros da família Glazer, dos Estados Unidos. Os norte-americanos aceitam vender o clube, mas por 2,1 mil bilhões de euros, aproximadamente R$ 4,8 bilhões.

Os relatos avançam que a compra do clube se enquadra num conjunto de iniciativas que visam colocar o Qatar como país que ama o futebol aos olhos do Mundo, depois de garantida a organização do Mundial'2022.

Absolutamente ricos com o dinheiro do petróleo do Qatar, os Al Thanis podem aumentar a sua oferta, já que sofrem a concorrência de outra família real, de Abu Dhabi, que já controlam o Manchester City, outro time inglês.

O Qatar tenta mostrar ao mundo que é um país apaixonado por futebol, após críticos afirmarem que a nação não merce sediar a Copa do Mundo de 2022. Sem história palpável no esporte, o Qatar utiliza o seu maior trunfo para amenizar o problema: dinheiro.

Em breve, é esperado o anúncio do balanço financeiro do último trimestre do Manchester United. Apesar de se dizerem firmes à frente do clube, os Glazers têm recebidos muitas críticas por parte dos torcedores pela falta de investimento no elenco.

Fonte: UEFA

Nenhum comentário: