domingo, 20 de fevereiro de 2011

Flamengo vence Botafogo nos penaltis



Satiro Sodré/Gazeta PressSatiro Sodré/Gazeta Press
Felipe voa na bola para defender um dos dois pênaltis que pegou
Em mais uma semifinal dramática no Engenhão e decidida nos pênaltis, o Flamengo levou a melhor sobre o Botafogo e se classificou para a decisão da Taça Guanabara, após empate por 1 a 1 no tempo normal, neste domingo (20). Para isso, brilhou a estrela de Felipe, que defendeu duas cobranças na penalidade e virou o herói da partida.
- Os últimos clássicos entre os times foram decididos nos pênaltis. O Bruno se consagrou assim no Flamengo e espero repetir ele dentro de campo.
O Rubro-Negro, com isso, se credenciou a enfrentar o Boavista no domingo (27), às 16h, no estádio. Será a primeira final da equipe com Ronaldinho Gaúcho, que pode conquistar seu primeiro troféu no retorno ao futebol brasileiro.


No entanto, ainda não foi neste domingo que o astro brilhou. Apagado no primeiro tempo, apareceu melhor na segunda etapa, quando quase marcou o gol da vitória. Já pelo Botafogo, destaque para Loco Abreu, autor do tento da equipe e jogador mais perigoso.
Os dois times foram a campo rechados de zagueiros e volantes. Com os espaços reduzidos, as equipes tiveram como alternativa a bola aérea, jogada forte do Botafogo e que também agradou ao Flamengo nesta partida. Tanto que os principais lances da primeira etapa vieram pelo alto.
Aos 9min, o Alvinegro assustou com Márcio Rosário de cabeça, mas a bola passou raspando o travessão. Cinco minutos depois, veio o troco certeiro do Rubro-Negro. Thiago Neves bateu escanteio na primeira trave, Ronaldo Angelim desviou e abriu o placar.


- Eu sempre faço isso. Minha impulsão é muito boa. Subi sozinho e marquei mais um gol de cabeça.
O gol, no entanto, não mudou o panorama da partida. Talvez pelo calor, o ritmo foi lento, arrastado. Sem criatividade, o Botafogo irritou seus torcedores. O melhor lance foi uma bicicleta de Márcio Azevedo aos 29min, que parou nas mãos de Felipe.
Bem postado com seus três zagueiros e dois volantes, o Flamengo pecou ao não conseguir imprimir velocidade nos contra-ataques. Thiago Neves tentou pela direita, mas faltou companhia.
Fla vibra 700
 Os jogadores do Fla explodem ao fim da disputa por pênaltis. Foto: Fernando Soutello/Gazeta Press


Apagado, Ronaldinho Gaúcho só apareceu aos 42min, quando deu bom passe para Fernando dentro da área. O volante levantou na segunda trave e Thiago Neves cabeceou no alto, mas Jefferson fez impressionante defesa e espalmou.
No intervalo, Joel Santana tirou o lateral Márcio Azevedo e colocou o meia Everton. “A gente precisa trabalhar melhor a bola”, disse o treinador. Dito e feito. Logo aos 3min, Alessandro deu ótimo passe para Loco Abreu. Sozinho na área, o uruguaio bateu cruzado e empatou.

A subida de produção do Botafogo fez o técnico Vanderlei Luxemburgo mexer no Flamengo. Tirou o apagado Deivid e colocou Negueba, que imprimiu mais velocidade e passou a infernizar os defensores alvinegros. A partida ficou aberta.
Aos 22min, Ronaldinho Gaúcho dominou na área e bateu cruzado. Jefferson salvou com a ponta dos dedos. Aos 31min, Everton, de fora da área, quase marcou para o Botafogo, mas a bola foi para fora. Por fim, Negueba entrou cara a cara com Jefferson aos 42min, mas parou no goleiro.
Com a igualdade, a partida foi para os pênaltis. Pelo Flamengo, Leonardo Moura, Renato e Fernando converteram. Para o Botafogo, apenas o zagueiro Márcio Rosário. Everton e Somália pararam nas mãos de Felipe, que ainda viu Renato Cajá mandar para fora a quarta cobrança.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO (3) 1 X 1 (1) BOTAFOGO

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de fevereiro de 2011 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Luis Antonio Silva dos Santos (RJ)
Assistentes: Ricardo Almeida e Eduardo Couto (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Willians, Deivid, David, Thiago Neves (F); Herrera, Renato Cajá, Rodrigo Mancha (B)
Gols: FLAMENGO: Ronaldo Angelim, aos 14min do primeiro tempo
BOTAFOGO: Herrera, aos 3min do segundo tempo
FLAMENGO: Felipe; Wellinton, David e Ronaldo Angelim (Diego Maurício); Leonardo Moura, Fernando, Willians, Thiago Neves, Ronaldinho Gaúcho e Renato; Deivid (Negueba)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
BOTAFOGO: Jefferson; Antônio Carlos, Rodrigo Mancha e Márcio Rosário; Alessandro, Arévalo (Araruama), Somália, Renato Cajá e Márcio Azevedo (Everton); Herrera (Caio) e Loco Abreu
Técnico: Joel Santana

Nenhum comentário: