segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Ronaldinho decide e Flamengo conquista a Taça Guanabara

Gol do título aconteceu aos 26 minutos do segundo tempo, após cobrança de falta precisa de Ronaldinho


Não podia ser melhor para a torcida rubro-negra. O Flamengo venceu por 1 a 0 o Boavista, neste domingo, com um gol de Ronaldinho Gaúcho, e conquistou o título da Taça Guanabara. Os rubro-negros foram superiores durante os 90 minutos e levataram a taça com justiça terminando o primeiro turno do Campeonato Carioca de forma invicta.

Veja o gol de Flamengo 1 x 0 Boa Vista
A partida não teve muitos lances de perigo, pois o Boavista foi a campo recuado. O gol do título aconteceu somente aos 26 minutos do segundo quando Ronaldinho acertou bela cobrança de falta sem chance para Thiago. Com mais esta conquista, o Flamengo abre vantagem como sendo o maior vencedor da Taça Guanabara, com 19 títulos, o primeiro no Engenhão.
Os rubro-negros se garantem na final do Cmpeonato Carioca e vão entrar na Taça Rio com a chance de levar o título da competição em caso de conquista no segundo turno.
O jogo
O Flamengo começou a partida pressionando o Boavista em seu campo de defesa. No entanto, sem um atacante de ofício, já que o técnico Vanderlei Luxemburgo escalou a equipe com Ronaldinho Gaúcho no ataque e o argentino Bottinelli no meio-de-campo, a equipe não conseguia penetrar na defesa adversária. Com isso, os rubro-negros só foram criar a primeira chance de gol aos 11 minutos, quando Thiago Neves apareceu na área e completou de cabeça cruzamento pela esquerda. O goleiro Thiago quase foi surpreendido, mas espalmou para escanteio.
O lance acordou o torcida do Flamengo e a equipe dentro de campo. No minuto seguinte, os rubro-negros quase abriram o placar quando Leonardo Moura foi lançado pela direita e chegou no bico da pequena área. No entanto, o lateral chutou cruzado para fora.

Foto: Vipcomm
Ronaldinho comemora após marcar de falta o gol do título da Taça Guanabara para o Flamengo
O Boavista conseguiu novamente neutralizar os ataques do Flamengo, mas não chegava ao ataque. A partida voltou a ficar sendo muito disputada na intermediária do time da Região dos Lagos, mas sem lances de perigo até os 24 minutos. O lateral-esquerdo Egídio foi tentar cruzar e quase colocou para o gol. O goleiro Thiago estava atento e espalmou a bola para longe da área.
Com o jogo seguindo da mesma maneira, o Boavista passou a avançar mais e teve sua única chance de marcar na etapa inicial aos 42 minutos. Após erro na saída de bola do Flamengo, a bola chegou em Leandro Chaves. O meia arriscou de fora da área e obrigou Felipe a fazer boa defesa. Nos minutos finais, os rubro-negros ainda pressionaram, mas despediçaram as chances de abrir o placar. Com isso, os times foram para o intervalo com o empate.
Na volta para o segundo tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo veio com o jovem Negueba no lugar de Bottinelli. No entanto, nos primeiros minutos, a partida seguiu o mesmo panorama da etapa inicial, com o Flamengo pressionando, mas sem criar chances de gol.
A torcida do Flamengo só sentiu a abertura do placar próximo aos 12 minutos quando a zaga do Boavista saiu errado a bola, que sobrou para Negueba. O atacante entrou na área e cruzou para Thiago Neves, mas o meia não conseguiu chegar a tempo de tocar para a rede.
Aos poucos, o Boavista buscava avançar nos espaços deixados pelo Flamengo. Sò que o time da Região dos Lagos não levava perigo ao goleiro Felipe. Os rubro-negros seguiam pressionando e chegaram ao gol aos 26 minutos. Ronaldinho Gaúcho cobrou falta com categoria no canto esquerdo de Thiago para explodir o Engenhão em alegria.
Após o gol, o Boavista passou a atacar mais, mas aos 34 minutos o atacante Frontini acabou sendo expulso depois de agrdir o meia Renato Abreu. Com isso, o time da Região dos Lagos ficou com um homem a menos em campo.
Nos minutos finais, o Boavista partiu com tudo em busca do gol de empate, mas não conseguiu criar lance de perigo para Felipe. Já o Flamengo passou a administar o placar e avançar somente nos contra-ataques. Os rubro-negros seguraram a vitória até o apito final do árbitro.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 0 BOAVISTA

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 27 de fevereiro de 2011 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa (RJ) e Luiz Antônio de Oliveira (RJ)
Renda: R$ 1.198.930,00
Público: 36.102 pagantes
Cartões amarelos: Renato Abreu, Gustavão, Santiago e Ronaldinho Gaúcho (Flamengo); Leandro Chaves, Edu Pina e Julio Cesar (Boavista)
Cartão vermelho: Frontini (Boavista)
GOL:
FLAMENGO:
Ronaldinho Gaúcho, aos 26min do segundo tempo
FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, David Braz e Egídio (Diego Maurício); Willians, Maldonado, Renato Abreu, Bottinelli (Negueba) e Thiago Neves (Ronaldo Angelim); Ronaldinho Gaúcho
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
BOAVISTA: Thiago, Bruno Costa (Joílson), Gustavo, Santiago e Paulo Rodrigues (Max); Julio Cesar, Edu Pina, Leandro Chaves e Tony; Frontini e André Luis (Rafael Augusto)
Técnico: Alfredo Sampaio

Nenhum comentário: