segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Presidente da FFAC confirma permanência do Estrelão na Terceirona


















Agora é oficial. Na manhã desta segunda-feira (31), com um acordo jurídico em mãos, assinado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Superior Tribunal de Justiça Desportivo (STJD) e Rio Branco FC, o presidente da Federação de Futebol do Acre (FFAC), Antonio Aquino Lopes, confirmou no Programa o Grande Lance Esportivo da Rádio Difusora Acreana a permanência no Rio Branco na próxima edição do Campeonato Brasileiro da Série C. A batalha jurídica começou no mês de julho, quando o Rio Branco chegou a recorrer à Justiça Comum de uma decisão da Procuradoria da Defesa do Consumidor do Estado do Acre a fim de garantir o acesso ao público na partida contra o Luverdense-MT.

Neste período de briga judicial e enxurrada de liminares, o Rio Branco viveu clima de muita tensão. Ora o clube estava dentro do torneio e, outra ora, estava fora. Os jogadores não agüentavam mais tanta pressão (idas e vindas) e o fator financeiro teria também pesado para o clube desistir das ações na Justiça Comum, pois a competição já não tinha mais data para acabar e os recursos para pagamento de folha de pagamento já estava escasso, não apenas o bicampeão acreano, mas os demais participantes.

Na semana passada, após uma conversa entre a direção do Rio Branco, Governo do Estado (patrocinador) e Federação de Futebol do Acre (Ffac) ficou acertado que o Estrelão iria retirar as ações na Justiça Comum em troca de sua permanência na Série C do ano que vem. O acordo foi aceito pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o mérito da questão pode ter sido o jogo de cintura do presidente da Federação de Futebol do Acre, Antonio Aquino Lopes.
Fonte: Manoel Façanha
Foto: Manoel Façanha.

2 comentários:

Anônimo disse...

É Deise pelo menos a permanencia na Serie C de 2012 já que para este ano todos nós sabiamos que não dava mais para o RB subir para a segundona. esta foi realmente uma estratégia acertada.
Marcos - Bujari

Gilson disse...

Essa briga do Rio Branco na justiça comum até que valeu. Se o Estrelão tivesse desistido logo na primeira derrota nos tribunais ele fatalmente estaria na série D de 2012, pois como o Antônio Aquino falou, o Rio Branco não desistiu da briga jurídica na 1ªfase e sim na 2ªfase e na 1ªfase quem caiu foi o Araguaína. E o Rio Branco fez 3 jogos na fase seguinte, portanto, não tem como rebaixar o Rio Branco se ele chegou a disputar a 2ªfase. Outro fator a se destacar foi a coragem do Rio Branco em peitar a CBF, pelo menos o Estrelão foi destaque nacional e deu trabalho para o STJD.
Valeu Rio Branco, ainda não conseguimos o acesso, mas no final dessa novela na minha opinião nós saímos vencedores. Dos males o menor.