quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Álvaro Miguéis é a bola da vez no Galo

 
atl__tico_-_alvaro_migueis















Com um jejum de títulos no profissionalismo que já ultrapassa duas décadas, o Galo Carijó vai apostar na prata da casa para comandar o time à beira do gramado a partir do próximo ano. O nome escolhido para substituir o técnico Arthur de Oliveira, hoje gerente de futebol do Rio Branco FC, é o do técnico Álvaro Miguéis, técnico que comanda o time de juvenis do clube celeste. Ciente da grande responsabilidade, o treinador tem conhecimento das dificuldades, em que a primeira delas será financeira. O clube, que tinha uma folha salarial de R$ 50 mil na última temporada, terá que reduzi-lá, assim o treinador deverá contar com um time bastante caseiro.
Sem revelar muita coisa a respeito do planejamento para a temporada vindoura, o treinador comentou à reportagem de O Rio Branco, que a intenção para a nova temporada será contar com 50% do elenco de juvenis que irá disputar a próxima edição da Copa São Paulo de Junior. O restante do elenco será composto por atletas do futebol local. O volante Araújo e o atacante Lelão podem permanecer no clube. O grupo deverá ser fechado com a contratação de alguns atletas de fora do Estado, mas dentro de uma política que não venha a inflacionar a folha de pagamento do clube.
A pré-temporada no clube celeste ocorre ainda no mês de janeiro, logo após a participação do time de juvenis na Copa São Paulo de Junior. O volante Araújo e o atacante Lelão estão cotados para permanecer no elenco.

Copa São Paulo Jr

Com o time celeste evoluindo dentro do esperado por Álvaro Miguéis para a disputa da Copa São Paulo de Juniores, a equipe terá neste sábado, no estádio Tonicão, um novo jogo-treino contra um combinado de atletas profissionais.
Neste teste de sábado, o treinador celeste vai cobrar mais eficiência e obediência tática dos jogadores de ataque, segundo ele, um setor que ainda precisa evoluir e os jogos amistosos são um laboratório importante para corrigir os erros.
Se o setor de ataque ainda deixa a desejar aos olhos do treinador, não podemos dizer o mesmo da defesa celeste. De acordo com o próprio treinador, o setor tem evoluído significativamente, acreditando num bom desempenho durante a competição.

Fonte: Manoel Façanha

Nenhum comentário: