quinta-feira, 8 de agosto de 2013

RBFC: Jogadores suspendem paralisação


RBFC: Jogadores suspendem paralisação

Depois de dois dias de greve, atletas estrelados retornaram às atividades nesta quarta-feira

POR MANOEL FAÇANHA

A paralisação iniciada na segunda-feira pelos jogadores do Rio Branco acabou suspensa na manhã desta quarta-feira. Os atletas estão com três meses de salários atrasados e resolveram suspender a paralisação para esperar pela chegada do presidente estrelado Francisco Leal, em férias no Maranhão e com previsão de chegada à capital acreana no domingo (11).

A respeito da desistência do clube da disputa do torneio nacional, o presidente Francisco Leal descartou, segundo ele, o Rio Branco vai até o fim do torneio, podendo usar até mesmo jogadores da base para o restante dos jogos. O objetivo da permanência do clube na competição nacional é a de fugir uma suspensão, associada a uma multa estivada entre R$ 100 a R$ 100 mil. 

Na última posição na tabela de classificação do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C, com aproveitamento de apenas 11,1% dos pontos disputados (oito derrotas e uma vitória), o clube acreano deve meio milhão de reais aos jogadores e comissão técnica.  

RETORNO

Na manhã desta quarta, os jogadores fizeram um trabalho físico e à tarde voltam a treinar no José de Melo. Nesta quinta, os atletas trabalham em dois períodos: academia de manhã e tático de tarde. Na sexta, o técnico Everton Goiano pretende fazer o primeiro coletivo visando o jogo contra o Treze, na próxima quarta-feira, às 20h30, no estádio Amigão, na cidade de Campina Grande (PB).

PEDIU PARA SAIR

Nesta quarta-feira, o lateral direito Lorran pediu rescisão de contrato de trabalho ao clube. O atleta explicou que a situação vivida pelo clube é complica e preferiu deixar o clube. O lateral direito foi indicado pelo técnico Everton Goiano, mas foi pouco aproveitado.
A paralisação iniciada na segunda-feira pelos jogadores do Rio Branco acabou suspensa na manhã desta quarta-feira. Os atletas estão com três meses de salários atrasados e resolveram suspender a paralisação para esperar pela chegada do presidente estrelado Francisco Leal, em férias no Maranhão e com previsão de chegada à capital acreana no domingo (11).

A respeito da desistência do clube da disputa do torneio nacional, o presidente Francisco Leal descartou, segundo ele, o Rio Branco vai até o fim do torneio, podendo usar até mesmo jogadores da base para o restante dos jogos. O objetivo da permanência do clube na competição nacional é a de fugir uma suspensão, associada a uma multa estivada entre R$ 100 a R$ 100 mil.

Na última posição na tabela de classificação do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C, com aproveitamento de apenas 11,1% dos pontos disputados (oito derrotas e uma vitória), o clube acreano deve meio milhão de reais aos jogadores e comissão técnica.

RETORNO

Na manhã desta quarta, os jogadores fizeram um trabalho físico e à tarde voltam a treinar no José de Melo. Nesta quinta, os atletas trabalham em dois períodos: academia de manhã e tático de tarde. Na sexta, o técnico Everton Goiano pretende fazer o primeiro coletivo visando o jogo contra o Treze, na próxima quarta-feira, às 20h30, no estádio Amigão, na cidade de Campina Grande (PB).

PEDIU PARA SAIR

Nesta quarta-feira, o lateral direito Lorran pediu rescisão de contrato de trabalho ao clube. O atleta explicou que a situação vivida pelo clube é complica e preferiu deixar o clube. O lateral direito foi indicado pelo técnico Everton Goiano, mas foi pouco aproveitado.

Nenhum comentário: