quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Aristeu Tavares deixa a presidência da Comissão de Arbitragem da CBF

Seis meses após assumir a presidência da Comissão de Arbitragem da CBF, Aristeu Tavares deixou o cargo. Nesta terça-feira, o ex-árbitro pediu exoneração, segundo a CBF, e será substituído interinamente por Edson Rezende, que até então trabalhava na corregedoria da entidade.

O clima estava ruim para Tavares na entidade máxima do futebol brasileiro desde que ele concedeu uma entrevista ao jornal goiano "O Popular", na qual chegou até mesmo a dizer que recebeu algumas denúncias de árbitros envolvidos em supostas manipulações de resultados no Brasil.

Rezende, que assumirá o cargo, já foi presidente da Comissão entre outubro de 2005 e agosto de 2007, quando saiu alegando problemas particulares e foi substituído por Sergio Corrêa.

Jorge Rebelo, presidente da Comissão da Federação Carioca, disse ter sido informado da saída de Aristeu, mas não ainda de forma oficial pela CBF. A entidade se pronunciou por volta das 16h15 informando o pedido de Tavares.

Confira a nota emitida pela Confederação Brasileira de Futebol:

Aristeu Tavares pediu hoje, na sede da CBF, exoneração do cargo que ocupava de presidente da Comissão de Arbitragem .
Imediatamente, o presidente José Maria Marin, através da Resolução 04/2013, nomeou Edson Resende, interinamente, como presidente da Comissão de Arbitragem.
Na mesma Resolução, o presidente Marin nomeou Aristeu Tavares para compor a Escola Nacional de Arbitragem.

Do UOL, em São Paulo

Nenhum comentário: